Empreendedorismo em Meio Rural Norte PDF Versão para impressão

 

Foi aprovado recentemente o projeto EMER-N – Empreendedorismo em Meio Rural na Região Norte, um instrumento/ferramenta de alavancagem dos micro e pequenos negócios, adaptado aos condicionalismos e particularidades do meio rural, com a finalidade de criar uma envolvente positiva, de suporte ao aparecimento e crescimento das empresas e do emprego na região norte do país.
 
O EMER-N terá intervenção nos 85 municípios da região Norte, focando-se nos objetivos do reforço da competitividade das PME, a valorização e promoção das economias locais, a revitalização do conhecimento e dos saberes locais e regionais e contribuir para fixar a população local.
 
Esta iniciativa irá incluir atividades de apoio aos empreendedores e micro e pequenos empresários, através de mentoria e acompanhamento permanente por técnicos de competência e experiência comprovada, definição de um plano personalizado de avaliação e intervenção para cada promotor, consultoria especializada por investigadores das entidades de ensino superior, acesso a ações de promoção e divulgação própria, integração numa rede regional de negócios única, acesso a opções de financiamento próprias, utilização do label EMER-N nos seus produtos e serviços.
 
São 15 os beneficiários deste projeto, nomeadamente 2 Associações Empresariais (In.Cubo/ACIBTM e IET – Instituto Empresarial do Tâmega), 3 Instituições do Sistema Cientifico e Tecnológico Nacional (UTAD, Institutos Politécnico de Viana do Castelo e Instituto Politécnico de Bragança) e 10 Associações de Desenvolvimento Local da Região Norte (ADER-SOUSA, ATAHCA, ADRAT, ADRITEM, ADRIMINHO, ADRIMAG, DESTEQUE, DOLMEN, DOURO SUPERIOR e CORANE).
A estes juntaram-se, como parceiros, oito Associações Supramunicipais CIM Douro, CIM Terras de Trás-os-Montes, CIM Alto Tâmega, CIM Ave, CIM Alto Minho, CIM Tâmega e Sousa e a Área Metropolitana do Porto.
 
O EMER-N é um projeto financiado pelo Programa Operacional Regional NORTE 2020 através do FEDER, tendo arrancado no início de setembro. Com um custo total elegível de quase 2 milhões de euros, conta com um apoio de cerca de 1,7 milhões de euros em Fundos da União Europeia.
 
Os potenciais interessados podem INSCREVER-SE GRATUITAMENTE no website do projeto.